Terça-feira, 1 de Maio de 2007

Tricofaites 2 - Lordemão 3, 2007/04/21

Fui vencido pela preguiça e só hoje tive vontade de actualizar o desactualizadíssimo blog.

 

HISTÓRIA DE JOGO

 

Um dia de Sol em Santarém, em que a multidão em delírio assistiu a um jogo com duas partes distintas, na primeira jogámos e dominámos a nosso bel prazer, marcando 3 golos, 2 por Luís, ambos de belo efeito, e um por Paulo, fruto de uma jogada de pressão da equipa.

 

Nesta primeira parte jogámos futebol bonito, com muitas trocas de bola na frente. O nosso futebol desenrolava-se essencialmente nas alas, sem que a bola passasse muito pelo meio. O adversário tentou atacar pela nossa esquerda, o que fazia com alguma facilidade, mas sem grande inspiração.

 

O nosso guarda-redes ainda conseguiu fazer duas intervenções de grande nível, mostrando que está em forma.

 

Na segunda parte entraram as nossas reservas, e os tubarões do Tricofaites, sendo que este facto alterou um pouco o desenrolar dos acontecimentos, perdemos posse de bola, embora tivessemos mais um jogador no meio campo. O tricofaites teve mais a bola e trocou-a mais, apenas recuperámos bolas no meio, e raramente a fizemos chegar ás alas, perdemos claramente essa batalha. O tricofaite pressionava e rematava, valeu-nos o João Borges e o Alberto Lopes a salvar uma mão cheia de grandes remates, o que permitiu que ainda conseguissemos segurar a vitória.

 

Nesta parte conseguimos apenas duas oportunidades, mas falhámos no cara-a-cara com o guarda-redes adversário.

 

Equipa titular: Paulo Frade; Sílvio, João Santos, Alberto Lopes, Jorge Santos; Hélder, Norberto, Quim Zé, João Pinto; Paulo, Luís Rebelo.

 

Jogaram ainda: Peixoto, Gonçalo, Ângelo, Albano, Rui e Ricardo.

publicado por boloni às 21:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 11 de Março de 2007

Cancela 3 - Lordemão 2. 2007/03/10.

Um dia de muito calor para um desporto de inverno, onde fomos recebidos pelo conhecidíssimo João Coimbra, num acto de boa vontade do nosso anfitrião.

Começamos com o 11 inicial esperado: Paulo Frade; Jorge, Norberto, Alberto e Carlos Lopes; Arnaldo, Zé António, Quim Zé e Rebelo; Peixoto e João. Jogaram ainda Aurélio, Paulo, Gonçalo e Rui.

A história de jogo é bem curta, começámos bem o jogo, a dominar e a rendilhar o futebol, mas com jogo muito jogado pelo meio, e assim criámos poucas ocasiões de golo, as bolas não chegavam á frente e quando chegavam eram facilmente anuladas.

Os nossos anfitriões, tinham um ou dois moços que individualmente faziam a diferença e assim marcaram 2 golos, o primeiro por falha defensiva e o segundo após jogada individual em que o jogador limpa 4 dos nossos na mesma jogada e marca.

Assim acabou o primeiro tempo, mas também acabou o nosso bom futebol, na segunda parte jogou-se mal a maioria do tempo e já nem sei como é que o Cancela marcou o terceiro golo, só sei que o nosso primeiro golo foi um grande chapéu... de auto-golo (tava-se mesmo a ver).

Entretanto o Arnaldo tinha saído com uma suposta lesão e nunca mais ninguém o viu... desapareceu completamente... mais tarde retomarei este assunto.

Perto do final do jogo (depois de eu sair, para ser mais concreto) começámos a fazer boas combinações novamente das quais, aos 55 minutos nasce o nosso segundo golo, por Luís Rebelo num grande golo do bico da área após assistência de João Santos.

Findo o jogo atacou-se o bar, mas o Arnaldo continua sem aparecer a todos, só ao jantar (onde encontrámos adversário á altura) apareceu, vermelho como um pimento, e alegre como nunca!! Ainda consegui manifestar toda a sua indignação para com o condutor... mas aí o pessoal estava do lado dele, excepto a carraça do Paulo.

Um abraço malta.

publicado por boloni às 18:05
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Fevereiro de 2007

Entrevista com o MVP da partida.

Boloni: Luís, bela 1ª parte, pormenores de classe no meio campo, e só 2 fora-de-jogo.

Luís: É, no meio-campo fiz furor.

Boloni: Também vimos dessa forma, mas como explicas os imensos foras de jogo?

Luis: Por erro do fiscal de linha!

Boloni: Hummm, de certeza?

Luís: Claro, eu estava a olhar e estava sempre em linha com o último defesa!

Boloni: Mas uma vez, na área adversária estavas por mais de um metro...

Luís: Isso são bocas da reacção, ainda agora estou com dúvidas. Nem sei o porquê de tanto alarido, foram só sete vezes, lá á frente é mais quentinho, o que é que querem. Para a próxima ponho lá o Rui.

Boloni: Pelo menos não fica em fora de jogo, e hoje mandou uma bola ao poste...

Luís: Isso é uma forma de expressão, eu metia-la lá dentro!

Boloni: Bem, obrigado. Foi a entrevista possível, que pode ou não ter acontecido. Até á próxima pessoal.

publicado por boloni às 00:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Lordemão 3 - Tricofaites 1. 2007/02/24

Pela primeira vez tenho a honra de escrever uma crónica de uma vitória nossa e logo contra os grandes amigos, os Tricofaites.

De lamentar a mágoa que os nossos adversários se encontravam, que limitou a comparencia de grande parte da equipa. Da parte dos Veteranos de Lordemão, as sinceras condolências.

HISTÓRIA DE JOGO

O jogo começou com um ligeiro atraso de hora e meia, devido a problemas com o certeficado internacional de um jogador do Tricofaites que tardava em aparecer, mas com o desbloquear da situação, lá iniciámos a contenda.

Nos primeiros 15 segundos o jogo foi todo nosso, 100% de posse de bola, eles nem tocaram na xinxa, mas depois tocaram e foi um problema. Começámos muito bem, com boa circulação de bola, mas com o sector do meio campo um pouco afastado do ataque, o que impediu que algumas desmarcações dos avançados tivessem melhor seguimento.

A zona central do campo dominava os acontecimentos, e o jogo estava um pouco empapado. Quando o Quim Zé começou a distribuir o jogo para a direita, começámos a ganhar ascendente, visto o Hélder ter conseguido ganhar a batalha com o seu opositor com alguma frequência, e o Jorge ter equilibrado os lances com o dele, numa dessas nossas jogadas, Hélder passa por dois e dá para Gonçalo que desperdiça á entrada da pequena área.

O contra-ataque era a arma preferencial dos Tricofaites, porque o nosso meio campo estava ainda a funcionar e numa dessas vezes, contra a corrente do jogo, meteram a bola nas costas do Carlos Lopes, João já não foi a tempo e o Paulo também saiu um pouco extemporaneamente e sofremos o golo... Injustiça!

Como já vinhamos a fazes, continuámos a jogar bom futebol, com o Paulo (brinca na areia) a prender um pouco a bola, o que dificultava a nossa finalização, numa dessas vezes veio a empapar a bola dum lado ao outro da área adversária e quando viu que já não conseguia fazer mais nada deu para Gonçalo, que tirou o adversário directo da frente e fez o empate, um golo de pura classe. Todos viram e ficaram maravilhados com a qualidade técnica do jogador.

Depois do golo o avançado foi substituido para a ovação, o que se entende num jogador em final de carreira!!!

O jogo continuava a ser nosso, e num cruzamento Henrique marca na sua estreia (perdoem a descrição menos promenorizada, mas não vi o golo, pois estava a fazer um tratamento ao mariquinhas do João Pinto, ossos do ofício).

Com este resultado fomos para o intervalo, 2-1, mas não sem antes Hélder ter andado a experimentar a solidez dos postes da baliza adversária, na pequena área remata ao poste, e na recarga remata ao outro poste, mesmo para gozar, imitando o melhor estilo do Rui em São Pedro de Alva.

Na segunda parte, como é habitual, entrámos muito pior, o meio campo não estava a render (cansaço?) e não conseguimos jogar com a mesma qualidade. O adversário foi acercando-se da nossa area, mas raramente criou ocasiões de grande aflição. Um grande livre directo que ia dando um golo de bandeira, e um cabeceamento com selo de golo, exmplarmente salvo por Gonçalo, que com o seu brilhante posicionamento voltou a marcar a diferença foram as mais visíveis.

Nesta parte fomos nós a contra-atacar e numas dessas jogadas Hélder (quem mais) volta a ganhar sobre o adversário directo e dá para Luís que faz golo.

Não conseguimos fazer mais pois o nosso ponta de lança foi apanhado SETE (!!!) vezes em fora-de-jogo... azar.

Equipa inicial: Paulo Frade; Jorge, Alberto, João Santos e Carlos Lopes; Hélder; Luís, Quim Zé e João Pinto; Paulo e Gonçalo. Jogaram ainda: Henrique, Ângelo, Sílvio, Rui e Albano.

Crónica de Gonçalo Carvalho.

publicado por boloni às 00:20
link do post | comentar | favorito
Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Anadia 4 - Lordemão 1. 2007/02/10

Mais uma crónica saudável do excelente joo da nossa grande equipa. O resultado não expressa o que fizemos, mas não faz mal, o hábito faz o monge, pelo menos é o que dizem...

Ai que perder sempre custa.

HISTÓRIA DE JOGO

Mais uma vez fomos acolhidos na Anadia, no excelente campo sintético no qual temos o prazer de explanar o nosso bom futebol.

De inicio começamos co 11 jogadores: Paulo (GR); Sílvio, João, Alberto e Hélder; João Pinto, Quim Zé, Zé António, Paulo e Jorge; Luís. Jogaram ainda: Bruno, Xico Monteiro, Gonçalo, Rui e Ângelo.

Mesmo soando estranho, rezam as crónicas que começámos a jogar bem, certinho, embora corressemos muito com a bola, ao contrário do nosso adversário, que com um jogo muito bom no campo posicional se viu em dificuldades perante a irreverencia da veterania jovem de Lordemão.

O golo nasceu de um dos raros lances pela esquerda, no qual Bruno deu a bola para a entrada da área onde apareceu Quim Zé a rematar para o fundo das redes. lordemão estava em alta, jogava bem e podia er ampliado a vantagem em algumas ocasiões, numa deles viu o golo negado por uma brilhante interva~ção do guarda-redes do Anadia (bela exibição) a remate de Zé António de livre directo.

A primeira parte foi equilibrada, mas desconfio que foi só para enganar porque na segunda o Anadia abriu o livro e nãoi deu hipótese, ajudados pela habitual inspiração de Paulo, o nosso guarda-redes (que foi protagonista de um lance que podia ter ficado nos anais da história ao marcar autogolo num pontapé de baliza) que facilitou a tarefa aos nossos adversários, que apareceram mais frescos que nós na segunda parte, fruto de uma melhor circulação de bola por parte da sua equipa.

Gostava de realçar o regresso de Ângelo ao convívio com os grandes (bom jogo, com lances de belo efeito na linha direita) e a fogosa exibição de Zé António, que bem se esforçou por segurar o meio campo, mas não consegiu fazer mais.

Na terceira parte dominámos, embora o adversário tenha daado luta.

Aquele abraço pessoal.

Crónica de Gonçalo Carvalho.

publicado por boloni às 02:05
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Dezembro de 2006

Gazeta ao treino em dia de Champions!

Em dia de jogo do Sporting a gazeta ao treino foi quase geral.

Surpreendo-me que numa equipa quase 100% benfiquista só três pessoas tenham comparecido. Uma salva de palmas para os resistentes Gonçalo, Rui e Arménio Zé... sim, um sportinguista! Deviam ter vergonha seus faltistas...

E ainda por cima os pobres dos miúdos levaram como gente grande... coitadito do Ronny, ainda deve andar á procura do extremo do Spartak... eh, eh, eh.

Ganda Paulo Bento!

publicado por boloni às 23:13
link do post | comentar | favorito
Domingo, 3 de Dezembro de 2006

Entrevista com o MVP da partida.

Boloni: Então Jorge, o que achaste do teu jogo hoje?

Jorge: Não foi mau, joguei mais tempo do que o usual, deve ser do meu novo corte de cabelo.

Boloni: Também me pareceu que jogaste tempo demais... mas mudando de assunto, o que se passou depois da tua entrada em campo no segundo tempo? Saiste logo lesionado?

Jorge: E pá, tive uma falta de ar nas costelas, uma lesão gravíssima!!!

Boloni: Pois, deve ser... nunca ouvi falar. Como é que fizeste isso?

Jorge: Penso que foi do novo penteado, a falta de cabelo faz-me desiquilibrar devido ao paso do bigode e fiz um movimento de torção a 137,6º que fez com que todo o ar saísse das minhas costelas.

Boloni: Ah... mas o ar não costuma estar nos pulmões?

Jorge: Cada um tem o ar onde quer! O meu ar é nas costelas.

Boloni: Pois, é um fenómeno interessante... Foi a nossa intrevista possível. No próximo jogo há mais. Inté pessoal.

publicado por boloni às 00:17
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sábado, 2 de Dezembro de 2006

Pedrulha 4 - Lordemão 1.

Um bom começo para o nosso blogue, uma grande exibição e um dia cheio de coisas boas. Vamos ver a crónica.

HISTÓRIA DE JOGO

Uma noite sem Sol no campo da Pedrulha. Fomos claramente prejudicados pelo estado do relvado (muito duro) e das marcações (muito altas), que fizeram inclusivá cair um dos nossos jogadores.

Hoje foi bastante difícil escalar o 11 inicial, desta vez porque não havia jogadores. Pela primeira vez ninguém reclamou por ficar no banco (embora o Paulo ainda conseguisse reclamar a sua posição). De início Paulo (GR); Aurélio, João Santos, Alberto e Carlos Lopes; Jorge, Quim Zé, Paulo e Gonçalo; Peixoto e Rui. Jogaram ainda Arménio Zé e Sílvio.

No início do jogo estava 0-0, e começamos bastante bem, um fio de jogo agradável, bonito e ineficaz. Tivemos 15 minutos á Benfica, mas sem marcar, mas foi aí que demos o berro. Á técnica dos nossos médios começou-se a opôr a resistência e velocidade do ataque adversário, que fez o que quis com a nossa permissividade, e num ápice fez 4 golos. De ressalvar a lesão num dedo do nosso guarda-redes aquando do 4º golo que nos pareceu um granda frango, mas afinal teve uma explicação técnica ( segundo o mesmo, e passo a citar "a bola bateu-me nos dedos!", impressionante, e ao mesmo tempo estranho, não é uma coisa normal).

Neste período fui bastante criticado pelos meus colegas, mas não percebo porquê, eu estive sempre a jogar bem, nunca estava era no sitio certo, a bola passava onde eu deveria estar, mas isso não era razão para serem maus comigo =(.

Depois do 4-0 o Quim Zé deu o grito do Epiranga, e fez com que todos os jogadores deixassem de gritar uns com os outros e isso notou-se na equipa. Também ajudou o facto do Paulo ter começado a defender, coisa rara, e passaram a ser 2 jogadores efectivos no centro do terreno (já que os avançados não ajudavam), equilibramos o jogo e começamos a jogar de igual por igual.

Assim acabou a primeira parte. De realçar o facto do bandeirinha que acompanhava o nosso ataque nunca ter baixado o raio da bandeira, mesmo antes do nosso jogador passar a bola já a bandeira estava no ar (mas com o Peixota até eu sou bandeirinha, ele está sempre em fora de jogo, não há qualquer razão para dúvidas).

A segunda parte já teve outra história, entraram o Arménio e o Sílvio, sendo que o primeiro apoiou mais o meio campo e ajudo a segurar o jogo, que passámos a controlar. Eu continuei na esquerda a ver o jogo, podia ter levado uns tremocinhos, porque a bola nunca chegou lá. Cheguei a ver colegas a irem com a bola do centro para a esquerda, depois a voltarem para o meio e a passarem para a direita. Ainda pensei que fosse por ser um nabo, mas aconteceu o mesmo com os outros que para lá foram.

Numa das poucas vezes que a bola lá chegou deu-se o incidente do jogo, depois de mais um balão para a área o Jorge, acabado de entrar, sai lesionado com falta de ar nas costelas!!! Só me saem duques...

Pouco depois o nosso golo, recuperação de bola no ataque e Peixoto isolado faz o golo de honra. 4-1

Ainda antes de acabar o caso do jogo, Peixoto corre a uma bola e cai desamparado, o árbito manda seguir... indecente, roubados do princípio ao fim.

No final ganhámos a segunda parte, e na 3ª arrasámos. A equipa da Pedrulha tem fama de conseguir fazer boas terceiras partes, mas ficaram muito aquém do nosso ritmo competitivo. Parece-me que ao vencermos em duas partes ganhámos o jogo todo... acho que é justo.

Crónica de Gonçalo Carvalho (Boloni)

publicado por boloni às 23:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Abertura.

Lá estou eu, teimosamente, a criar um novo blogue para uma secção do clube. O mais engraçado deste processo é que, embora dê bastante trabalho, tenho toda a liberdade para mandar as postas de pescada que bem me apetecer, e se alguém quiser reclamar... não reclama!!

Bem, vou ser bonzinho e deixo o espaço para os comentários aberto para qualquer opinião.

O vosso, Gonçalo Carvalho (Boloni, no site).

publicado por boloni às 23:31
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tricofaites 2 - Lordemão ...

. Cancela 3 - Lordemão 2. 2...

. Entrevista com o MVP da p...

. Lordemão 3 - Tricofaites ...

. Anadia 4 - Lordemão 1. 20...

. Gazeta ao treino em dia d...

. Entrevista com o MVP da p...

. Pedrulha 4 - Lordemão 1.

. Abertura.

.arquivos

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

.links

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds